Buscar

A conutrição do florescer mútuo: quando o outro te lembra do seu melhor



Você já encontrou alguém que te lembrou de amar a sua própria natureza?


Nem sempre vai ser fácil. Nem sempre quem se ama vai viver numa lua de mel full time.


O doce e o amargo vão coexistir, a flor e a relva também. E isso é ser inteiro com alguém. Como é bom poder ser inteiro com alguém! A fala efusiva e o silêncio, o otimismo e a fúria, a fortaleza e a fragilidade, o “você também faz isso!” e o “não acredito que você está falando isso”.


Ninguém é uma coisa só. E você não precisa fazer sentido diante dos olhos dessa pessoa. Você não está sendo avaliado. Você está de volta à casa.


Esse olhar amoroso cura e faz você ser livre para Ser, o melhor de você. Aquilo que brota como o seu melhor nunca vai ser do mesmo pé do melhor do outro.


Vocês são os únicos representantes da sua espécie. Mas quando isso acontece, tenha certeza de uma coisa: o que nasce é sempre a beleza de ver florescer a sua própria natureza.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Quem você ama também te lembra de como é amar você mesma(o)?💙


A Inspira lançou O Livro de Afrodite - um guia arquetípico de encontro com a divindade de Afrodite que vive em seu interior. Metade livro, metade caderno de escrita terapêutica, contém 233 exercícios e textos reflexivos e instigantes para conversar com o seu inconsciente e fazer a sua Afrodite sair da concha.

Quer descobrir como? Clique aqui.