Buscar

A transformação que o autoconhecimento faz



Autobiografia em 5 capítulos

Capítulo 1: Ando pela rua. Há um buraco fundo na calçada. Caio. Estou perdido, sem esperança. Não é culpa minha. Leva uma eternidade para eu encontrar a saída.


Capítulo 2: Ando pela mesma rua. Há um buraco fundo na calçada, mas finjo não vê-lo. Caio nele de novo. Não posso acreditar que estou no mesmo lugar, mas não é culpa minha. Ainda assim, leva um tempão para eu sair.


Capítulo 3: Ando pela mesma rua. Há um buraco fundo na calçada. Vejo que ele ali está. Ainda assim, caio. É um hábito. Meus olhos se abrem. Sei onde estou. É minha culpa. Saio imediatamente.


Capítulo 4: Ando pela mesma rua. Há um buraco fundo na calçada. Dou a volta.


Capítulo 5: Ando por outra rua.*


Um lembrete do motivo pelo qual você deve continuar dedicando tempo para a auto-observação do seu movimento pela vida.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

A resistência a esse caminho aparece de diversas maneiras: “Autoconhecimento é uma modinha”, “Não tenho tempo para essas baboseiras”, “Pensar no que se passa dentro da própria cabeça é coisa de gente louca ou à toa”.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Mas, citando a psicoterapeuta Verena Kast, lembre-se de que a sua alma também precisa de tempo. Você tem investido esse tempo nela?


Se você não criar esse nicho de tempo, vai continuar caindo e se machucando nos mesmos buracos do caminho.


*Texto extraído de "O Livro Tibetano do Viver e do Morrer", de Sogyal Rinpoche (Ed. Talento/ Palas Athena).


A Inspira lançou O Livro de Afrodite - um guia arquetípico de encontro com a divindade de Afrodite que vive em seu interior. Metade livro, metade caderno de escrita terapêutica, contém 233 exercícios e textos reflexivos e instigantes para conversar com o seu inconsciente e fazer a sua Afrodite sair da concha.


Quer descobrir como? Clique aqui.