Buscar

Afrodite e a escolha de Páris: uma mensagem sobre o desejo




A psicanalista Melanie Klein tem uma frase que diz: “Quem come do fruto do conhecimento, é sempre expulso de algum paraíso”.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Para Afrodite, o conhecimento vem do autoconhecimento. E, a partir do momento em que uma pessoa se entrega a esse processo, a primeira coisa na qual ela vai esbarrar é no seu desejo.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

A mitologia judaico-cristã pôs um pé atrás com relação ao desejo quando o personificou em Eva e na história o fruto proibido que teria levado à queda do Paraíso.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

E nos colocou uma interrogação: será que vale a pena desejar?

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

No mito grego, a história se refaz: uma figura feminina e uma maçã. Mas, dessa vez, o desejo é algo a ser sustentado, pois é o que nos move pela vida. Comer desse fruto, vai nos tirar de alguns paraísos, mas é o que nos torna mais fortes: com liberdades, prazeres, dores e responsabilidades. É isso que nos faz crescer!

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Entenda o que o mito da maçã dourada de Afrodite tem a dizer sobre desejar:


Conta o mito que, desprestigiada por não ter sido convidada à uma festa no Olimpo, a deusa da discórdia, Éris, resolveu fazer o que sabia de melhor.

Lançou entre as convidadas uma maçã de ouro onde se via gravado “para a mais bela”.

A maçã rolou pelo salão e foi parar entre as deusas Hera, Atena e Afrodite, que logo reivindicaram o título para si.


Zeus disse que quem poderia resolver bem essa questão era um mortal, Páris, que sabia apreciar a beleza feminina.

As três deusas foram ao encontro de Páris e cada uma tentou suborná-lo com o que podia. A oferta de Afrodite foi o amor da mulher mais bela do mundo, e Páris aceitou imediatamente, concedendo à essa deusa o título de “a mais bela”.

O desejo da Deusa se impôs acima de qualquer outra coisa. Ela sabia que a mulher mais bela do mundo, Helena, já estava casada e que fazer com que ela se apaixonasse por Páris era o equivalente a mexer num vespeiro, ou melhor, iniciar uma guerra, a Guerra de Troia.

Mas Afrodite nos ensina que, quando o desejo é verdadeiro dentro de nós, vale a pena a guerra.

Inclusive, é o que costuma acontecer. Discussões, estranhamentos, tensões, alfinetadas e desmotivações acontecem quando você decide ser o Sujeito da sua própria vida, e não apenas objeto dos desejos alheios. O caminho para assumir seus desejos encontra obstáculos, mas é o desejo a fonte da vitalidade.

Você costuma bancar a responsabilidade do seu desejo?

Deixamos aqui uma frase para reflexão:

"Não abandone um sonho só porque vai demorar a acontecer. O tempo vai passar do mesmo jeito". - H. Jackson Brown


A Inspira lançou O Livro de Afrodite - um guia arquetípico de encontro com a divindade de Afrodite que vive em seu interior. Metade livro, metade caderno de escrita terapêutica, contém 233 exercícios e textos reflexivos e instigantes para conversar com o seu inconsciente e fazer a sua Afrodite sair da concha.

Quer descobrir como? Clique aqui.


Arte via Giovanni Caselli/user: Aethon/ Pinterest