Buscar

"Cada contato me esgota por inteiro" - Crônicas de Afrodite


Sabe aquele “gelo” que você costuma dar? Será que ele não é uma estratégia inconsciente sua para se proteger das pessoas, do Outro? E por que essa dificuldade em colocar limites claros, em ser direto e em expressar o que sente?


No post de hoje, você lê um exemplo fictício de como pode agir uma pessoa que não aprendeu a criar limites, se expressar com verdade e ativar o seu autorrespeito.


Todas essas características são sintoma de uma Afrodite mal-integrada no plano psíquico.


Isso acontece com você?


Dessa vez ela está insistindo em ligar. Se enviasse uma mensagem, eu poderia simplesmente ignorar – como já fiz tantas vezes – e, se algum dia acontecesse dela me perguntar, diria que não li, ou que li e esqueci de responder, que a mensagem se perdeu na correria da vida.


Mas ela está me chamando para a arena. Ela quer que eu atenda o telefone. E só de ouvir o toque do celular eu já me perco em ansiedades.


E se ela me pede alguma coisa? E se, por acaso, eu queira dizer “não”? O que ela vai pensar de mim?


Melhor não atender. Mais vale o silêncio do que a reprovação concreta na voz do outro. Melhor isso do que a certeza de que desapontei.


A mera especulação da opinião que os outros podem fazer de você te causa ansiedades desproporcionais e te afoga em autorreprovação?


Você tem medo de ser natural e desagradar?


Talvez você esteja distante de si mesmo e das construções internas de autorrespeito.

Vamos investigar isso?



A Inspira lançou O Livro de Afrodite - um guia arquetípico de encontro com a divindade de Afrodite que vive em seu interior. Metade livro, metade caderno de escrita terapêutica, contém 233 exercícios e textos reflexivos e instigantes para conversar com o seu inconsciente e fazer a sua Afrodite sair da concha.

Quer descobrir como? Clique aqui.


TESTE como está o arquétipo de Afrodite dentro de você. Clique aqui para ir ao teste.



Imagem: Alycia Fung/Pexels