Buscar

Os heróis que vivem em nós: quais são os seus?

Atualizado: Ago 12


Você já leu ou ouviu uma história e pensou: "nossa!, parece que o personagem sou eu"?


Essa capacidade de nos afetar com contos de fadas, fábulas, histórias em quadrinhos, livros ou filmes ilumina a parte heroica e divina que existe dentro de nós.


E, como num passe mágica, reconhecemos nossos poderes até então escondidos. É como se por essas histórias encontrássemos uma forma de organizar os nossos conteúdos internos que ainda não receberam nomes.

⠀⠀

A mensagem que fica é: "alguém já passou por isso antes; também posso superar esse desafio". A vida cotidiana é repleta dessas fases que temos de vencer.


Por isso essas perguntas são importantes: Qual história te marcou tanto na infância, que você lembra até hoje em detalhes? Com qual herói ou heroína você mais se identificava?

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

O terreno fértil para a criação de narrativas fantásticas – como contos de fadas, lendas e parábolas – não está estruturado em devaneios absurdos, mas, sim, no que há de mais humano em nós.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Essas narrativas são atemporais: falam de nossas angústias, nossos medos, nossos erros e acertos, e, sobretudo, dialogam com o nosso desenvolvimento. O que precede o “viveram felizes para sempre” são obstáculos, enganos e desafios – tal qual a vida real. E o que sucede o final feliz são outros desafios; agora, porém, os heróis estão mais fortes.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

“Os contos de fadas declaram que uma vida compensadora e boa está ao alcance da pessoa apesar da adversidade - mas apenas se ela não se intimidar com as lutas do destino, sem as quais nunca se adquire verdadeira identidade”, defendeu o psicanalista Bruno Bettelheim.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

O mitólogo Joseph Campbell acreditava que nós somos os heróis de nossa própria história, mas, para isso, devemos ter coragem de acessar a riqueza e a força que está escondida em cada um de nós: “A caverna que você teme entrar guarda o tesouro que você procura”, refletiu Campbell.


A Inspira lançou O Livro de Afrodite - um guia arquetípico de encontro com a divindade de Afrodite que vive em seu interior. Metade livro, metade caderno de escrita terapêutica, contém 233 exercícios e textos reflexivos e instigantes para conversar com o seu inconsciente e fazer a sua Afrodite sair da concha.


Quer descobrir como? Clique aqui.