Buscar

Entre a coragem e o medo - Davi, de Michelangelo



Michelangelo foi um artista multitalentoso. Sua escultura “Davi” retrata o personagem bíblico pouco antes de lutar contra o gigante Golias, e é uma das obras mais conhecidas do mundo.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Muitos de nós já a vimos em livros de história e de arte. Ao vivo, ela mede mais de 5 metros de altura. Talvez Michelangelo não imaginasse que um dia as pessoas poderiam ter a visão aproximada do rosto do futuro rei. Coisa que com a tecnologia de hoje nos é possível.

Dessa forma, quem vê Davi de baixo, encontra uma expressão calma em seu rosto, como se ele já estivesse certo de que venceria o gigante. Mas quando olhamos seu rosto por outro ângulo, muito mais aproximado, percebemos a expressão de medo estampada no rosto do personagem.

A mensagem que fica é a de que é normal ter medo. E de que é preciso ter medo para ser corajoso. A coragem não existe sem o medo. E, em alguns casos, o medo não pode lhe paralisar!

Em tempos de Instagram, vidas perfeitas e exaltação de grandes feitos, é bem fácil acreditar que só nós somos medrosos e vulneráveis. Como escreveu o poeta Fernando Pessoa: “Nunca conheci quem tivesse levado porrada”. Mas aí vale lembrar de Davi de Michelangelo, e compreender que da contração entre o medo e a força de tentar que surge a coragem, e é ela que nos faz ter orgulho de nós mesmos. Mesmo com medo, vamos lá e tentamos!

© 2019 por Indominus Mídia.

Revista Inspira