Buscar

O encantamento pelo mundo e o respeito no olhar

Atualizado: Mar 12


Você já se perguntou o que te encanta no seu cotidiano?


É sobre aquilo que, mesmo com o passar do tempo, continua com um brilho especial.


O encantamento com o mundo é como o olhar de uma criança: igual a essa da imagem, que abre os braços para sentir o toque do vento. Tudo é novo!


As coisas ordinárias, que nos mostram a utilidade do “inútil”, armazenam o potencial mágico para nos encantarmos. São como caixas fechadas, que necessitam da nossa atitude para descobri-las, abri-las e vê-las.


É assim que percebemos que se encantar com o cotidiano fala sobre respeito.


"Mas como sobre 'respeito' se, à primeira vista, uma coisa não tem nada a ver com a outra?".


Por isso que temos de olhar uma segunda vez, para conhecer o que não sabíamos: “respeito” tem origem latina no verbo <respiciō>, da composição de <re> ("novamente") + <speciō> ("olhar").

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Ou seja, temos de aprender a olhar novamente. O exemplo já está dado: até numa palavra comum, como “respeito”, existe o potencial do novo, da descoberta, do encantamento. Isso nos mostra que não sabemos tudo, nem mesmo sobre o que julgamos ser comum.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Se não olharmos com respeito em busca do encantamento com o mundo, estaremos vivendo como Liev Tolstói bem traduziu: “há quem passa por um bosque e só veja lenha para a fogueira”.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Quer aprender mais sobre encantamento com o mundo e como o tema é uma via para o autoconhecimento?


A Inspira lançou O Livro de Afrodite - um guia arquetípico de encontro com a divindade de Afrodite que vive em seu interior. Metade livro, metade caderno de escrita terapêutica, contém 233 exercícios e textos reflexivos e instigantes para conversar com o seu inconsciente e fazer a sua Afrodite sair da concha.

Quer descobrir como? Clique aqui.

TESTE como está o arquétipo de Afrodite dentro de você. Clique aqui para ir ao teste.


Imagem: Jonathan Borba

© 2019 por Indominus Mídia.

Revista Inspira