Buscar

Os 6 tipos de diários que vão melhorar a sua vida


Um diário não precisa ser só o relato do que aconteceu no dia.


Descubra seis tipos de diários que vão impulsionar o seu autoconhecimento, apaziguar suas crises internas e mudar a sua vida de um jeito que você nunca imaginou que a escrita poderia fazer!


O diário da faxina mental

Nesse tipo de diário, o recomendado é que você escreva o que estiver passando pela sua paisagem mental (seja lá o que for) no momento. Alguns desses conteúdos podem estar bloqueando o fluxo para que pensamentos de alegria e criatividade venham à tona. Você escreve como um desabafo e é profundamente catártico.


O diário dos sonhos

Imagine que você recebeu uma carta hoje. Mas resolveu não ler. Dia após dia, novas cartas chegam e você se recusa a abrir todas elas. Isso te parece certo? Há um ditado no Talmud que diz: "Um sonho não interpretado é como uma carta não aberta". Por que você sonha o que sonha? Tem algo de especial nessas imagens mentais que você cria "sem querer" durante o seu sono. Anotar os sonhos assim que acordar é uma ferramenta de autoconhecimento e uma bússola para a vida. Manter um diário dos sonhos, inclusive pode ajudar muito na sua análise ou psicoterapia.


O diário da recapitulação ao fim do dia

Você pode até pensar que sim, mas nenhum dia é igual ao outro. Observar isso é um começo para aprender a valorizar a vida e a sua caminhada por ela. O que você viveu hoje? O que mexeu com você nesse dia tão comum? Como você se sentiu? O que você queria ter dito e não disse? O que você tem que resolver? Despeje tudo no seu diário e vá dormir melhor com a certeza de que as soluções adequadas podem estar na sua mente na manhã seguinte.


O diário da gratidão

A gente facilmente pensa em tudo o que está dando errado. Mas e se a gente se disciplinar a pensar no que está dando certo? Em qualquer hora do dia, todos os dias, escreva e reflita sobre três coisas pelas quais você tem motivos para agradecer profundamente. Muitas pesquisas tem sugerido que a gratidão está relacionada à felicidade. Um estudo publicado no Journal of Personality and Individual Differences, do Canadá, demonstrou que elevados níveis de gratidão foram associados com maior satisfação na vida e menos angústia.


O diário dos mapas mentais

Essa prática é muito comum para pessoas que trabalham com a criatividade de modo geral. Você desenha um círculo no centro do papel e escreve nele um tema, que pode ser alguma ideia, uma meta, um projeto ou mesmo um dilema que você está enfrentando. Ao redor desse círculo, puxe várias setas e ao lado escreva o que vier à sua mente com relação àquele tema. Podem ser palavras soltas, ações, nomes de pessoas e memórias dissociadas ao acontecimento principal. Escreva o que a sua mente mandar. O mapa mental nos ajuda a ver por novos ângulos situações nas quais estamos imersos e, por isso, impulsiona uma reação criativa da nossa parte.


O diário-biografia

Consiste em recapitular o seu sentido e o seu lugar no mundo ao apresentar quem você é. Quem sou eu? Como me chamo? Onde nasci? Há quantos anos isso aconteceu? Quem são meus ancestrais? Onde estou agora? Com quem? O que faço? Não é para olhar para isso como uma competição da vida mais sensacional. De acordo com o psicanalista Contardo Calligaris, essa introdução a si mesmo é capaz de apaziguar as nossas angústias. Se quiser, adicione fotografias a essa biografia.


A Inspira lançou O Livro de Afrodite - um guia arquetípico de encontro com a divindade de Afrodite que vive em seu interior. Metade livro, metade caderno de escrita terapêutica, contém 233 exercícios e textos reflexivos e instigantes para conversar com o seu inconsciente e fazer a sua Afrodite sair da concha.


Quer descobrir como? Clique aqui.


Foto: Marcos Paulo Prado/Unsplash