Buscar

7 passos para transformar problemas em oportunidades


Foto: Pixabay/ Pexels


O antifrágil é uma qualidade superior ao robusto. Diferente do último, o antifrágil sabe crescer com as adversidades, surfar no aleatório e sobreviver no instável. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

No livro Antifrágil: coisas que se beneficiam com o caos, Nassim Taleb mostra a importância de ser antifrágil para continuar existindo.


"Se você pretende tornar-se antifrágil, coloque-se na situação de 'apreciar os erros' - [em vez de] 'odiar os erros' - fazendo-os numerosos e pequenos no sentido do dano potencial", diz Taleb. Essa é uma dica para sobreviver no mundo instável e pautado na aleatoriedade, como é hoje em dia.


Como desenvolver essas habilidades? ⠀⠀

1. Quando uma situação difícil acontecer, encare-a de frente.

2. Então, pergunte-se: "como posso usar esse acontecimento ao meu favor?"

3. Observe as ferramentas que você tem à sua disposição.

4. Estude situações parecidas ocorridas anteriormente.

5. Reinvente-se. Use a aleatoriedade como fonte para vislumbrar novas oportunidades. "O vento apaga uma vela e energiza o fogo".

6. Tenha sempre caminhos alternativos para dar continuidade ao que estava fazendo.

7. Lembre-se do que aprendeu com os erros anteriores e de que situações como essa passam, mas o que importa é como as utilizamos para o nosso crescimento.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

“Quando você quer desvios, e não se preocupa com a possível dispersão de resultados que o futuro pode trazer, já que a maioria será útil, você é antifrágil. Além disso, o elemento aleatório da tentativa e erro não é totalmente aleatório se for conduzido de forma racional, utilizando os erros como fonte de informação”

(Nassim Nicholas Taleb em “Antifrágil”).

© 2019 por Indominus Mídia.

Revista Inspira