Buscar

3 formas de se encantar com o mundo a sua volta

Atualizado: Ago 12




Você considera o mundo um lugar encantado?


Se as coisas não estão boas, também não adianta em nada viciar o olhar no que é negativo.


Mesmo que o cenário atual esteja pintado com muitas sombras, é um exercício lembrar que a realidade, o conjunto geral, é composto por várias outras matizes de cores.


É nessas matizes, em tons quase imperceptíveis, que reside o potencial para o (re)encantamento com o mundo. Ou como numa pintura, é o ponto de fuga: o vislumbre de um horizonte, de um outro lugar: o lugar da esperança.


Não é sobre viver como se as coisas ruins não existissem ou como numa Síndrome de Poliana, em que a positividade exagerada cria uma cegueira para os embates que nos edificam.


Buscar o encantamento pelo mundo fala muito mais sobre um equilíbrio na balança dos nossos sentidos, sentimentos e emoções.

Essa busca é ainda mais urgente num momento em que estamos como se estivéssemos prendendo o fôlego pelo preenchimento sufocante de realidade.

É aí que devemos parar e pensar: o mundo está isso, mas também é outra coisa: é o que nos faz brilhar os olhos e recobrar o ar com inspiração. Como Freud já disse: "É impossível enfrentar a realidade o tempo todo sem nenhum mecanismo de fuga". A fantasia pode ser o mecanismo aliado ao encanto.


Veja 3 dicas para incluir no seu dia a dia mais doses de encantamento pelo mundo.

Observe e admire a natureza

Além de seres sociais, somos seres naturais. Mas se a sociabilidade presencial está para outro momento, podemos aprender agora com a natureza (mesmo que via digital).

Para isso, você não precisa sair de casa. Pesquise no YouTube ou na sua plataforma de streaming preferida as palavras "natureza" + "documentário".

Aprender com a natureza é entender novas metáforas da nossa própria vida.

Notícias positivas

O peso da realidade já está pendendo para o lado negativo, e é viralizado ao toque de um clique em grupos de WhatsApp e em redes sociais em que as críticas sem critério pululam e se proliferam viciosamente nos ânimos já exaltados.

Para equilibrar a balança dos acontecimentos, vá no seu navegador e pesquisa: "notícias positivas". Vários portais de notícia já tem uma seção mais inspiradora.

Ah, viu uma notícia legal? Compartilhe!

Vista os óculos da curiosidade

A principal dica para enxergar o mundo com um potencial para nos encantarmos é ter curiosidade.

A curiosidade (além da necessidade) criou a roda, foi o assombro fundante da filosofia e, mais comum, é o nosso ímã para o aprendizado.

"Será que realmente estou certo sobre aquilo?", "Será que não há nada de novo do que acho que sei?", "Como é ver a minha certeza pelo ângulo oposto?". Essas são algumas lacunas abertas pela curiosidade que cabem ser preenchidas pela atualização do que era velho. Além de te fazer encantar pelo novo, amplia a sua visão de mundo, te faz mais criativo e inteligente, e depura a sua relação consigo e com o outro.


A Inspira lançou O Livro de Afrodite - um guia arquetípico de encontro com a divindade de Afrodite que vive em seu interior. Metade livro, metade caderno de escrita terapêutica, contém 233 exercícios e textos reflexivos e instigantes para conversar com o seu inconsciente e fazer a sua Afrodite sair da concha.

Quer descobrir como? Clique aqui.