Buscar

Afrodite e o homem: onde ela está?





Afrodite é coisa de mulher? Afrodite é uma deusa feminina, mas o arquétipo não vive apenas na subjetividade das mulheres.


Lembra? Arquétipos são padrões da natureza, que ocorrem também no inconsciente, e que foram traduzidos por meio da simbologia de narrativas criadas pela humanidade em todos os tempos, como nos mitos de deuses.


Afrodite é só uma forma de representar esse padrão poderoso de amor, beleza e sensibilidade, que pode se refletir em cada ser vivente.


Ela está ligada ao princípio feminino. Princípio não é gênero, nem identidade de gênero, e todos nós temos os dois princípios complementares dentro da psique: masculino e feminino, Yin e Yang, Rajas e Sattva gunas, negativo e positivo ou como você quiser chamar.


Independente do gênero com o qual você se identifica, amadurecer os princípios é o caminho para o equilíbrio.


Em nossa sociedade, o princípio correspondente ao feminino, ao que Afrodite representa, foi intensivamente sobrepujado. Tentando nos encaixar em um mundo competitivo, utilitarista e voltado para a validação externa, fomos desligados do sentido interno de relacionamento, da flexibilidade para lidar com a vida, da sensibilidade, do poder de acolhimento, do fluir criativo e do contato com a nossa essência. E isso aconteceu com homens e mulheres!


Redescobrir Afrodite é uma necessidade do todo, não um clube da Luluzinha. Ela é o caminho que liga o homem à masculinidade sagrada e repara as feridas criadas nos homens pelo próprio patriarcado.


Os homens que têm a Afrodite bem integrada:

- Não se deixam tomar pela própria sensibilidade. Sabem lidar com ela;

- Dominam seus fluxos criativos e o transformam em arte, invenção e em uma vida alinhada a seus próprios ideais;

- Sabem apreciar a beleza das coisas sem achar que isso está ferindo sua virilidade;

- Tem um senso pessoal de prazer, que não envolve se sentir validado por um grupo;

- Respeitam as mulheres e as individualidades de cada um.


Conhece algum? Saberia respeitá-lo se ele aparecesse?


A Inspira lançou O Livro de Afrodite - um guia arquetípico de encontro com a divindade de Afrodite que vive em seu interior. Metade livro, metade caderno de escrita terapêutica, contém 233 exercícios e textos reflexivos e instigantes para conversar com o seu inconsciente e fazer a sua Afrodite sair da concha. E é para qualquer gênero!

Quer descobrir como? Clique aqui.


Foto: Anna Shvets/Pexels

© 2019 por Indominus Mídia.

Revista Inspira